09/10/2014

Bicho de Estimação - Gatinho Ficando Velhinho

Meu gato mais velho, o Dylan (o cara da foto) completou 12 anos no dia 06/10. O fato é que a idade chega para os bichanos também e se fosse humano, segundo cálculos de comparação com pessoas, teria 70 anos, portanto ele é praticamente um vovozinho.

Pensei em pesquisar à respeito para ver de forma mais profunda o que está acontecendo com ele, isso em termos técnicos, porque na prática ele vai muito bem, claro que tem mais sono do que antes, mas qual gato não dorme pacas?

Mas o curioso é que o Dylan está mais ranzinza, e não dispensa um velho hábito, o de corridas diárias atrás do PJ o gato caçula da casa com 8 anos, e acredite, ele cansa mais do que o veterano.

Então eu separei alguns dados curiosos sobre a velhice nos gatos, e vale a pena dar uma olhadinha.

O gato ao contrário do cachorro, leva um pouco mais de tempo para aparentar a tal terceira idade, e tirando o fato de sofrer algum tipo de acidente ou contrair uma doença sem cura, grande parte deles atravessa a velhice com maestria, é difícil você olhar para um gato e notar só pela aparência que ele já é idoso, mesmo assim, é importante nessa fase levar seu amigo ao veterinário pelo menos duas vezes ao ano, a prevenção é sempre de grande valia para qualquer coisa na vida, que dirá na saúde de um grande companheiro.

É comum nessa fase a perda gradual de audição, e os olhos que enxergam até no escuro talvez fiquem menos hábeis para ver objetos mais próximos e na media que o tempo passa, o felino perde peso e massa muscular e o sono que é sagrado para um gato, fica muito maior.

Aos poucos quando estiverem bem velhinhos mesmo, porque a idade estimada para um gato doméstico,que tem uma dieta balanceada, não sofre em um ambiente estressante, tem acompanhamento veterinário, é de aproximadamente 25 anos, claro que o gato pode ter mais dificuldade para caminhar e ter problemas urinários, a pelagem fica mais grisalha, o que não deixa de ser um charme, mas em comparação com o cachorro por exemplo, é uma vida longa.

No mais, ame e aproveite cada segundo com esse amigo fiel de todas as horas, não descuide de nenhum sinal de enfraquecimento ou mudança no comportamento, fique atento aos detalhes, e se quiser saber um pouco mais sobre os problemas e doenças que acometem os gatos idoso, leia também: DOENÇAS COMUNS EM GATOS IDOSOS

 

Por: Marjorie Borges

Relacionaos

Gostou? Compartilhe